Álcool para limpeza: conheça as recomendações

Aprenda quais os tipos de álcool e como escolher o ideal para limpeza.

O álcool é um dos produtos mais procurados quando o assunto é limpeza, mas nem todo tipo é ideal para isso. Ele pode ser utilizado para limpar, como combustível ou como solvente, então é importante saber quais as recomendações para usar esse produto.

Álcool para limpeza
Imagem: pexels.com

Nas prateleiras de supermercado o álcool sempre está próximo de produtos de limpeza, porém seus diferentes tipos tornam a tarefa de escolher o ideal para limpeza um pouco difícil. Descubra qual o tipo de álcool que você deve utilizar para limpar diferentes superfícies e quais as recomendações de uso.

Quais os tipos de álcool?

Existem três tipos de álcool: o etílico, o isopropílico e o metílico. É comum encontrar o álcool etílico e o isopropílico à venda em supermercados e farmácias, pois eles podem ser utilizados para limpeza de diferentes superfícies. No caso do álcool metílico ele é usado como solvente nas indústrias, por isso não encontramos nos mercados.

O álcool é vendido em diferentes composições, ou seja, aquele número que vemos indicando se ele é 46% ou 70% indica o quanto de álcool que aquele frasco possui e o restante do produto é água. Isso é o que vai decidir como ele deve ser utilizado, porque quando a quantidade de álcool que o produto possui é acima de 70% ele se torna mais corrosivo e inflamável.

Álcool em gel

Com a pandemia do Coronavírus, o álcool em gel se tornou o mais procurado em supermercados e farmácias, pois é ideal para limpar e desinfetar. O álcool 70% é perfeito para limpeza e para acabar com vírus e bactérias, por isso a forma em gel desse álcool fez tanto sucesso.

Ele é um tipo de álcool utilizado para limpar as mãos, superfícies e objetos, pois o álcool em gel é feito para ser menos corrosivo que o líquido, mas com a mesma eficácia de limpeza e contra bactérias e vírus. Apesar disso, é importante tomar cuidado ao utilizá-lo e não deixar exposto ao calor, pois é um produto inflamável.

Qual álcool é bom para limpeza?

O álcool etílico e o isopropílico são indicados para limpeza, mas em diferentes situações. Por exemplo, podemos usar o álcool etílico para uma mesa de vidro e o álcool isopropílico para limpar um celular.

Nos mercados e farmácias encontramos o álcool etílico em diferentes composições, ele é vendido em frascos de 46%, 70% ou 92,6%. Os três podem ser utilizados para limpeza, mas de algumas superfícies e objetos.

A quantidade de álcool que o 46% possui faz com que ele não seja eficaz contra vírus e bactérias, mas pode ser usado para limpeza. Já o álcool 70% possui uma combinação ideal que o torna útil para limpeza e para acabar com vírus e bactérias. É importante destacar que esse álcool quando está na forma líquida, não é o ideal para limpar e desinfetar as mãos, porque ele pode ressecar.

O álcool etílico 92,6% é utilizado para limpeza de materiais da área da saúde, e pode ser usado como solvente ou para fabricação de cosméticos. Se compararmos com os outros etílicos, é mais difícil de encontrar nas lojas.

O álcool isopropílico é o mais puro entre os outros que encontramos em mercados e farmácias. Ele possui uma quantidade maior de álcool, o que faz com que ele evapore mais rápido.

Confira também: Comparadores de preco

Onde posso usar?

O álcool etílico nas composições de 46% e 70% pode ser utilizado para várias superfícies como: móveis, portas, janelas e diversos objetos. Nos casos em que seja uma superfície ou objeto mais delicado, é importante escolher um álcool mais fraco porque quanto maior a concentração de álcool, mais corrosivo ele é.

Para casos de objetos ou superfícies mais frágeis, uma boa ideia é utilizar produtos já indicados para essa limpeza, de modo a diminuir as chances de estragar o local que está sendo limpo.

O álcool isopropílico é o outro álcool útil de se ter em casa ou no escritório, pois ele é perfeito para limpar eletroeletrônicos, já que evapora mais rápido. Ou seja, por evaporar mais rápido a água que tem em sua composição não representa um risco para o aparelho eletrônico.

123 Notícias

Outros artigos