Tire suas dúvidas sobre o PAT, o Programa de Alimentação do Trabalhador

Poucos conhecem, mas o governo brasileiro oferece o PAT (Programa de Alimentação do Trabalhador) para as empresas com o intuito de deixar a distribuição de renda mais igualitária. Com a evolução do mercado, os benefícios empresariais se tornam cada vez mais importantes para atrair e reter os melhores profissionais do mercado.

O PAT foi um programa instituído em 1976 que foi regulamentado em janeiro de 1991. De acordo com o Governo Federal, mais de 240 mil empresas brasileiras já aderiram ao programa, conseguindo atender cerca de 20 milhões de trabalhadores. Aqui, vamos tirar todas as dúvidas sobre o programa e mostrar quais são os seus benefícios para as empresas.

O que é o PAT?

O Programa de Alimentação do Trabalhador é um programa que visa incentivar as empresas a oferecerem uma alimentação mais saudável para os seus colaboradores, principalmente para aqueles de baixa renda. O objetivo é tentar distribuir melhor a renda e diminuir as doenças oriundas da desnutrição.

No programa, o empregador pode oferecer o PAT por meio do ticket alimentação, cesta básica ou mesmo por meio de refeitório dentro da empresa. Inclusive, é possível adotar mais de uma modalidade, a própria empresa define como oferecerá o PAT, basta apenas seguir os critérios do projeto.

O PAT permite o desconto de até 20% dos custos por parte do trabalhador. A empresa pode descontar de forma igual ou de maneira proporcional aos rendimentos de cada funcionário. O benefício é garantido a todos os colaboradores que ganham até cinco salários-mínimos. O programa é opcional para trabalhadores e empresas.

Os trabalhadores que não quiserem aderir ao programa devem enviar uma declaração ao Ministério do Trabalho. Isso garantirá que os valores referentes ao PAT, até o limite de 20% dos custos do benefício, não serão descontados do funcionário.

Quem pode participar do PAT? E como se cadastrar no Programa de Alimentação do Trabalhador?

 A participação é destinada a empresas ou profissionais autônomos que contem com, pelo menos, um colaborador contratado. O PAT serve para microempresas, condomínios, ONGs e outras companhias.

Não há um número mínimo de trabalhadores para que a empresa se cadastre no programa. Também não é preciso que os profissionais sejam CLT efetivos, o benefício pode se estender a funcionários avulsos, temporários e estagiários.

Em resumo, quem pode participar do PAT são:

  • Qualquer pessoa com cadastro de PJ
  • Pessoas físicas com cadastro do CEI (Cadastro de Empreendedor Individual)
  • Microempreendedores individuais (MEIs)
  • Microempresas (ME)
  • Empresas de pequeno porte (EPP)
  • Empresas públicas
  • Órgãos de administração pública direta e indireta
  • ONGs (Organizações sem fins lucrativos)

Para se cadastrar, é preciso entrar no site do PAT. Depois do cadastro feito, não é preciso se preocupar com renovação, apenas atualizar os dados sempre que houver alguma mudança.

Também é importante receber o comprovante com o número de inscrição do PAT, do contrário o benefício de alimentação será considerado como parte do salário, o que gera a incidência de outros tributos sobre o valor.

Quais são as principais vantagens de fazer parte do Programa de Alimentação ao Trabalhador?

Para o funcionário, a maior vantagem do PAT é ter acesso a um benefício que garanta a alimentação no trabalho com custo baixo, sem descontar do salário. Para as empresas, o programa apresenta muitos outros benefícios. Confira abaixo quais são os principais benefícios do programa para negócios e trabalhadores:

Mais disposição e produtividade no trabalho

Oferecer uma alimentação adequada para os colaboradores é fundamental para aumentar a produtividade no trabalho. Isso reforça a valorização do trabalhador, exaltando a necessidade de ter uma boa qualidade de vida.

Dessa maneira, a empresa está auxiliando os colaboradores a trabalhar com mais disposição. Essa também é uma forma de atrair e reter bons talentos, garantindo estabilidade para todos os funcionários.

Investir em alimentação com baixo custo

Outra vantagem do PAT para empresas é que o programa ajuda a empresa a investir em alimentação adequada para seus funcionários com custo baixo. Dessa maneira, os colaboradores também podem escolher se querem usar o dinheiro para outras necessidades. Isso é essencial para os profissionais de baixa renda.

Orçamento mais flexível para colaboradores

Para os trabalhadores, o PAT é uma forma de otimizar o orçamento familiar. Como o programa não desconta do salário dos trabalhadores, o funcionário consegue investir o que ele gastaria com alimentação em outras questões como moradia, saúde ou mesmo lazer.

Confira também: Pediu demissão? Saiba o que é o Aviso Prévio

Incentivos fiscais para as empresas

Um dos benefícios importantes do PAT para as empresas são os incentivos fiscais. As empresas que aderem ao programa podem descontar até 4% do Imposto de Renda e têm isenções em outros encargos como o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e o INSS.

O Programa de Alimentação ao Trabalhador é essencial para aumentar a produtividade dos colaboradores no dia a dia de trabalho. O PAT é fundamental para diminuir custos com a incidência de impostos e garantir mais qualidade de vida e bem-estar para vida dos trabalhadores de baixa renda de todo o Brasil. 

123 Notícias

Outros artigos