Brasil abre mais de 300 Mil novos Postos de Trabalho em junho

O governo federal comemorou os dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e desempregados (Caged), do Ministério da Economia. O relatório aponta que foram criadas 309,1 mil vagas de trabalho formais no mês de junho. O saldo surgiu após a admissão de 1.601.001 brasileiros e 1.291.887 desligamentos.

Atualmente, o país conta com 40.899.685 de trabalhadores com carteira assinada.

O primeiro semestre de 2021 fechou com saldo positivo de 1.536.717 novos postos de trabalho, o número representa uma notícia muito positiva, já que indica a retomada da economia em meio a pandemia da Covid-19.

Nos primeiros seis meses do ano foram contratados 9.588.085 trabalhadores, com 8.051.368 demissões.

Oportunidades em todos os setores

Brasil abre mais de 300 Mil novos Postos de Trabalho

De acordo com informações do Caged, todos os setores da economia tiveram saldo positivo.

Na liderança aparece o setor de serviços, que fechou o mês de junho com 125.713 postos de trabalho, enquanto que comércio teve 72.877 novas vagas, 50.145 cargos na indústria, 38.005 na agricultura e 22.460 na construção.

Embora a construção esteja no fim da lista, é um dos setores que mais movimentou a abertura de vagas em 2021.

Isso aconteceu por causa da pandemia, já que diversos estados flexibilizaram as regras para funcionamento dos canteiros de obra, permitindo o retorno dos trabalhadores nas áreas de fundação, concreto, encanamento, elétrica e outras, movimentando todo o setor.

Projeções positivas para a economia

Os números, até agora, são comemorados pelo mercado e também pelo governo e deve ter uma tendência de alta até o final do ano.

Com a reabertura gradativa do comércio em todas as cidades, após o período de vacinação contra Covid-19, a tendência é que exista uma demanda maior por trabalhadores nos setores de comércio e serviço.

Essa demanda, deve lançar uma necessidade de reposição de produtos pela indústria nacional, o que deve influenciar, também, novas contratações neste setor da economia.

Os grandes varejistas já apostam em uma tendência de alta nas vendas durante as datas sazonais do segundo semestre, principalmente no Dia das Crianças, Black Friday e Natal.

Do outro lado, empresas que digitalizaram as suas operações e passaram a atender, inclusive, por meio de delivery, devem investir na contratação de mão de obra para escalonar os resultados, uma vez que os times atuais não devem ser suficientes para atender aos pedidos digitais e físicos.

Oportunidades para os mais jovens

Muitos jovens com idade para entrar no mercado de trabalho ficaram desempregados durante a pandemia, justamente pelo impacto da Covid-19 nos setores do comércio e dos serviços.

Agora, com a retomada, surgem oportunidades para eles encontrarem uma oportunidade.

A recomendação é que eles busquem conhecimento, seja em unidades de apoio ao trabalhador ou em instituições online, como é o caso do SESI, ampliando as suas competências para se destacarem na luta por uma vaga.

Quem tem facilidade com internet e tecnologia pode aproveitar para buscar por cargos com melhores salários, já que empresas que atuam no comércio eletrônico estão sempre com boas oportunidades.

Além disso, quem domina o inglês e tem habilidade com o público pode aproveitar a reabertura do turismo para conquistar uma boa posição e bons rendimentos.

Toda a cadeia do turismo, uma das mais impactadas durante a pandemia, deve ter um aumento forte da demanda durante os últimos meses deste ano e todo o verão.

Por isso, o trabalhador que está atualmente desempregado deve fazer uma avaliação das oportunidades, atualizar o currículo e já ficar atento para conseguir um dos milhares postos que estão sendo abertos.

123 Notícias

Outros artigos

Está chegando o Futurecom 2021

Está chegando o Futurecom 2021! Enquanto aguardamos ansiosamente o retorno do evento no formato presencial, os profissionais ligados à tecnologia, telecomunicações ...

Ler artigo