6 dicionários que todo administrador deve ter

Ao ler esse texto, você deve estar se perguntando por que precisaria de um dicionário com tanta informação online disponível? Sabe aquela expressão – o barato saí caro? Então, fique até o final do post.

A rede mundial de computadores, a internet facilitou muito as coisas, tanto para quem busca a informação quanto para quem as publica.

Projetos como Wikipédia entre outros são grandes facilitadores, tanto para os mais leigos quanto para alguns estudiosos que buscam aprofundar certo conhecimento.

Mas infelizmente, textos de internet são muitas das vezes escritos por jornalistas e redatores focados em linguagem de internet, e não por “doutos” nesse ou naquele assunto pesquisado.

Outro problema é a não especialização dos grandes dicionários online. Como eles falam de tudo um pouco, aprofundar em determinado tema ou assunto, fica em segundo plano.

Geralmente, esses dicionários estão mais interessados em compilar informações como gênero, regência, divisão silábica, classe gramatical e em alguns casos, a origem etimológica das palavras além de trazer orientações sobre a pronúncia, os sinônimos, os antônimos e os termos derivados ou relacionados.

Informações, muita das vezes, não tão relevantes na hora de fazer um parecer, redigir um documento empresarial entre outros.

Nessa situação, um dicionário de negócios, de finanças ou de contabilidade certamente trará resultados melhores. São obras escritas por especialistas – professores e acadêmicos – no assunto, com sinônimos, ricos exemplos e em algumas situações, com a origem histórica daquele termo.

E quem nunca teve dúvida ao ver um termo novo na tela do seu computador ou a redigir um e-mail para o executivo-chefe da empresa? Que atire a primeira pedra.

Eis, alguns dicionários que você deve ter

DICIONÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS, DE PAULO SANDRONI – sinceramente um dos melhores e mais completos dicionários de administração. Com mais de 4500 verbetes sobre administração e finanças reunidos num único exemplar. Esta obra teve origem em uma pesquisa iniciada nos anos 1990 e seus primeiros resultados foram publicados em 1996, na primeira edição da obra. O autor é economista e professor titular da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

DICIONÁRIO ENCICLOPÉDICO DE ADMINISTRAÇÃO, DOS AUTORES NORTE-AMERICANOS CARY L. COOPER E CHRIS ARGYRIS – Fornece definições e explicações claras, atualizadas e altamente informativas sobre os principais conceitos que cobrem a área de administração. Este dicionário foi cuidadosamente preparado para dar ao especialista e ao novato apresentações sucintas dos assuntos mais tradicionais e contemporâneos da área. Com verbetes que variam de explicações amplas sobre os tópicos mais importantes a definições curtas de termos-chaves, esta obra de referência proporciona ao usuário cobertura rigorosa e abrangente da área de administração, com referência cruzada para facilitar a pesquisa.

DICIONÁRIO DE NEGÓCIOS, DO FRANCISCO LACOMBE – Apresenta mais de 6.000 verbetes, em inglês e em português, das áreas de Administração, Economia, Finanças e Contabilidade. Fugindo de jargões e do “economês”, Lacombe redigiu os verbetes em linguagem simples e esclarecedora, perfeitamente acessível aos leigos.

DICIONÁRIO DE TERMOS FINANCEIROS E BANCÁRIOS, DA PROFESSORA MARIA TEREZA CAMARGO BIDERMAN – esse dicionário é item obrigatório para profissionais que atuam no mercado financeiro. Ele reúne mais de 700 verbetes nas áreas de finanças, economia, bancos, mercado de capitais e bolsa de valores. Cada um deles, construído cientificamente a partir de textos atuais e diversificados além de acompanhar o termo correspondente em inglês. Na maioria dos verbetes, estão indicadas as leis e outros documentos legais que embasam o conceito definido.

DICIONÁRIO DE CUSTOS, DOS IRMÃOS GEORGE SEBASTIÃO GUERRA LEONE E RODRIGO JOSÉ GUERRA LEONE – com aproximadamente 1.200 verbetes (palavras e expressões), o dicionário apresenta uma moderna metodologia. Não traz apenas definições, conceitos e explicações, mas também casos práticos e exemplos. Para estudiosos e gestores que se interessam pelo tema “custos” a obra é um excelente referencial. Um dos únicos a abordar as terminologias de “custos”.

DICIONÁRIO DE TERMOS DE MARKETING, ORGANIZADO POR JÚLIO CÉSAR TAVARES MOREIRA – Este livro contém definições conceitos e palavras chaves de marketing propaganda pesquisa comercialização comunicação e outras áreas correlatas a estas atividades contendo também termos de marketing digital. Este dicionário é indispensável aos futuros e atuais profissionais da área de marketing.

DIFICIO – DICIONÁRIO ONLINE DE TERMOS DE FINANÇAS, INVESTIMENTOS E CONTABILIDADE – com uma linguagem simples, moderna e leve, esse dicionário quebra paradigmas com termos decifrados por especialistas. Até o momento, são mais de 6 mil verbetes cadastrados.

E você? Qual dicionário você não abre mãos de ter sobre sua mesa de trabalho?

123 Notícias

Outros artigos