Polícia e produtoras tomam novas ações contra aplicativos e streamings piratas

No mundo atual, com o surgimento de aplicativos como netflix, disney+ e outros, assistir filmes e séries no conforto do nosso lar nunca foi tão fácil. Mas infelizmente, cresceu também o número do aplicativos piratas e sites que divulgavam esses conteúdos de forma ilegal. na última semana, a policia tomou um importante passo para coibir esses crimes, deflagrando a operação que se tornou conhecida como operação 404 (erro que aparece na internet quando um site está fora do ar ou o conteúdo do site foi removido). Explicamos melhor a seguir como ela agiu.

Polícia encerra sites e aplicativos piratas

O Ministério da Justiça e Segurança Pública e as polícias civis de nove estados deflagraram, nesta última quinta-feira (8) a terceira fase da Operação 404, contra a pirataria digital. sites e apps foram retirados do ar, pessoas presas e ainda há muito para ser investigado.

Alguns aplicativos por exemplo eram utilizados para assistir futebol ao vivo, filmes e séries de canais da tv paga sem no entanto repassar nenhum valor para as donas dos conteúdos. Tratava-se de pirataria de sinal pura e simples, os agentes da Polícia Civil realizaram suas buscas em 9 estados brasileiros:

  • -Espírito Santo;
  • -Maranhão;
  • -Mato Grosso;
  • -Mato Grosso do Sul;
  • -Pará;
  • -Pernambuco;
  • -Rio Grande do Sul;
  • -São Paulo.

A Operação 404 teve início no ano de 2019 e resultou na prisão de 9 pessoas durante sua primeira fase, que cumpriu 30 mandados de busca em 12 estados. A segunda fase, realizada em novembro de 2020, cumpriu 25 mandados em 10 estados, resultando no bloqueio e suspensão de 65 apps de streaming e 252 sites, também derrubando três páginas nos Estados Unidos e 27 no Reino Unido.

Pirataria na internet dá enorme prejuízo a produtoras

Autoridades estimam que mais de R$ 15 bilhões são perdidos em impostos por ano com a pirataria digital. Além de ser crime e perverter toda uma cadeia de distribuição, contribuindo para a diminuição de postos de trabalho e a arrecadação de impostos, o acesso a produtos e programações ilegais abrem espaço para a ação de hackers e o risco de roubo de dados e informações bancárias.

A pirataria digital no Brasil desvia o conteúdo das plataformas, copiando filmes e séries exclusivas da transmissão digital e cobrando mais barato do consumidor. Mas isso é crime: a punição é de até quatro anos de prisão.

Prejuízos também para quem consome

Engana-se quem pensa que a pirataria e uso de programas piratas traz problemas apenas para as grandes empresas de mídia. Algumas plataformas como Netflix, Disney+, Amazon Prime e Globoplay são os principais alvos para distribuição de malware, adware, roubo de senhas e lançamento de ataques de spam e phishing. Esses problemas ocorrem quando as pessoas baixam aplicativos modificados ou “versões alternativas” dos aplicativos originais. Algumas vezes, esses links ou arquivos não oficiais vêm com outros programas maliciosos, como trojans e backdoors, que podem roubar seus dados. é o barato que sai caro.

123 Notícias

Outros artigos

Está chegando o Futurecom 2021

Está chegando o Futurecom 2021! Enquanto aguardamos ansiosamente o retorno do evento no formato presencial, os profissionais ligados à tecnologia, telecomunicações ...

Ler artigo