Por que instalar banco de capacitores?

Muito se fala sobre a importância de instalar os banco de capacitores em concessionárias de energia elétrica, empresas e indústrias de todo o mercado que trabalham com níveis de eletricidade em média e alta tensão.

De fato, é imprescindível instalá-los para garantir o bom funcionamento dos maquinários, mas a questão é: por que esses equipamentos são tão necessários? Antes de entender o motivo de algo ser tão importante, é preciso compreender como a solução funciona na prática.

É um assunto complexo, técnico. Por isso, exige uma explicação mais aprofundada – é o que faremos ao longo do conteúdo. Mas, para começar, basicamente, os bancos de capacitores são usados para a  correção do fator de potência ou compensar o uso de energia reativa.

Isso porque esse tipo de energia, quando em excesso, pode causar alguns danos e acidentes. Além de que o valor máximo do fator de potência – para empresas e indústrias que utilizam média e alta tensão –  permitida pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) é 0.92.

Energia
Imagem: pixabay

Portanto, os banco de capacitores monitoram o sistema elétrico, identificam a potência reativa e se necessário, eles fazem a correção desse valor. Esses equipamentos são conectados por contatores e um controlador de fator de potência.

Fator de potência? Energia reativa? Esses são alguns dos termos técnicos nesse tema, mas vamos explicar com mais detalhes a seguir – de forma simplificada – para não restarem dúvidas sobre o tema.

Desta forma, entenderá a importância dos banco de capacitores e por que é fundamental instalá-los o quanto antes. Acompanhe!

Entenda o que são fatores de potência em um sistema elétrico

Os bancos de capacitores, então, são usados para regular o fator de potência dos equipamentos e maquinários. Este fator nada mais é do que a relação entre potência ativa e potência reativa.

Ou seja, é a relação entre dois tipos de energias usadas em todas as máquinas, que são a energia ativa e reativa. Esse fator de potência indica a eficiência e os níveis em que as energias estão sendo usadas. 

A energia ativa ou potência ativa (KW), como também é chamada, é aquela que mais conhecemos. É a energia tangível, que permite e gera o funcionamento dos equipamentos elétricos. 

É aquela que usamos ao ligar e utilizar alguma máquina – e consequentemente, a que pagamos todos os meses na conta de luz. A energia reativa (kVArh), entretanto, também é utilizada durante o funcionamento dos equipamentos, mas de maneira diferente.

Este tipo de energia é o componente da rede elétrica que não realiza trabalho, mas é responsável por criar o fluxo magnético necessários em bobinas, transformadores, geradores e equipamentos afim. 

São extremamente importantes para os equipamentos, contanto que estejam em medidas adequadas. No entanto, existem mais 2 sub-tipos de energia reativa e compreendê-las é importante para entender a importância de manter o fator de potência controlado. 

Energia reativa indutiva e capacitiva

A energia reativa indutiva é consumida pela geração de campo magnético para o pleno funcionamento das máquinas – é a energia reativa em si. Já o segundo tipo, a reativa capacitiva é aquela que retorna à rede elétrica externa.

As energias reativas – independentemente do tipo – podem ser prejudiciais para os equipamentos e devem permanecer em quantidades mínimas. Nas instalações elétricas, por exemplo, elas podem causar superaquecimentos, quedas de tensão, acidentes mais perigosos, aumento do consumo de energia ativa, falhas e outros problemas ainda mais graves.

Os bancos de capacitores, então, fazem a correção do fator de potência ou na compensação de energia reativa, regulando os valores para que fiquem no máximo permitido pela ANEEL e é considerado seguro para operação. 

Isso porque o baixo fator de potência acontece quando há o consumo de muita energia reativa em relação à energia ativa. 

Por que é importante instalar os banco de capacitores?

Além de evitar os possíveis problemas de um fator de potência desregulado, os bancos de capacitores evitam algumas multas. Afinal, o não cumprimento do valor do fator de potência indicado (máximo de 0.92) pela ANEEL gera valores financeiros altos e multas na fatura mensal de energia.

Além de que os bancos de capacitores evitam o consumo de energia desnecessário para empresas e indústrias, o que reduz o custo com a conta de luz no final dos meses.

É uma forma de manter a segurança da linha de produção, bom funcionamento dos equipamentos e segurança das pessoas que estão no local. A instalação dos banco de capacitores deve ser feita o quanto antes em todas as empresas e indústrias, independente do segmento, que utilizem energia em média e alta tensão.

Como instalar? O ideal é procurar empresas especializadas com engenheiros elétricos para aplicar os bancos de capacitores. Afinal, são equipamentos importantes e que interferem diretamente no funcionamento das empresas e indústrias.

Gostou do artigo? Compartilhe-o nas redes sociais e continue acompanhando o nosso Portal de Notícias. Aqui, publicamos notícias e informações todos os dias!

123 Notícias

Outros artigos