Como prevenir complicações ao realizar um procedimento odontológico

Como prevenir complicações ao realizar um procedimento odontológico. Tão importante quanto realizar os procedimentos odontológicos, é compreender como prevenir complicações após a efetivação desses tratamentos, afinal, muitos podem envolver cirurgias ou práticas mais invasivas. E esse momento depende muito da colaboração do paciente.

O acompanhamento dental profissional é essencial para garantir a saúde e integridade dos dentes, bem como para evitar doenças que podem atacar todo o corpo.

No entanto, assim como é necessário impedir a progressão das doenças, é preciso garantir uma recuperação livre de imprevistos e infecções. Quer saber como isso é possível? Aqui explicaremos tudo.

Confira também: dicas de como cuidar dos dentes

Procedimento odontológico: Como prevenir complicações

O cuidado dentário, assistido por um profissional, é indispensável para a manutenção da saúde e da autoestima do paciente.

Todos os procedimentos, desde os tratamentos com fins cosméticos até aqueles que são necessários devido ao potencial impacto no bem-estar, exigem atenção e responsabilidade no momentos posteriores à intervenção do dentista.

Por isso, é crucial que o paciente esclareça qualquer dúvida e cumpra corretamente todas as orientações médicas.

Afinal, seguir alguns passos básicos já pode ajudar a garantir a tranquilidade na recuperação e o sucesso de todo o tratamento, preservando a saúde como um todo.

Por isso, separamos algumas dicas de como proceder para evitar as complicações.

1.  Higienização

A limpeza bucal é a parte mais importante durante e após qualquer procedimento odontológico. Afinal, isso é o que vai garantir a saúde dos dentes e o sucesso do tratamento. 

É comum que após a colocação da lente de contato dental, ou de alguma cirurgia, por exemplo, o paciente sinta receios e procure evitar escovar o local.

No entanto, a higienização cuidadosa da região é justamente o que vai impedir a proliferação das bactérias inflamatórias.

Assim, é preciso escovar a boca suavemente e sem a aplicação de força – especialmente na região tratada –, e fazer o mesmo com o fio dental. A limpeza deve ser feita ao menos três vezes ao dia.

Já os pacientes que usam o aparelho invisivel ou demais estruturas reparadoras, devem se lembrar de escová-lo bem para remover todas as bactérias que podem estar acumuladas no acessório. Os modelos removíveis também demandam higienização e armazenamento corretos

2.  Atenção com a alimentação

A atenção com a alimentação é muito importante no caso das intervenções dentais. Desde o tratamento de canal ou ortodôntico, às cirurgias e até o clareamento dental, todos demandam algum tipo de prudência na hora das refeições.

Evitar morder alimentos duros é essencial para evitar as quebras do aparelho ou a exposição das restaurações realizadas no canal dentário.

Além disso, nesses casos, pode ser uma boa ideia reduzir a ingestão de açúcares para evitar a multiplicação das cáries e inflamações gengivais.

Por no mínimo 48 horas após o processo de branqueamento dos dentes o paciente não deve consumir nenhum alimento que contenha muito pigmento ou seja ácido, como o vinho, refrigerante, chocolates, café ou chás, molho de tomate, açaí e etc.

Se você estiver com dúvidas sobre alguma restrição alimentar, consulte o seu dentista para maiores esclarecimentos.

3.  Repouso

Principalmente nos casos cirúrgicos, como o implante dentário ou a remoção dos dentes do siso, o repouso é fundamental para a recuperação completa.

Deste modo, nos três primeiros dias é preciso:

  • Evitar a mastigação excessiva;
  • Evitar a ingestão de alimentos em temperaturas extremas;
  • Deitar sempre com a cabeça elevada;
  • Não tomar banhos muito quentes;
  • Não praticar atividades físicas;
  • Evitar a exposição ao sol.

4.  Medicamentos

O dentista pode recomendar, em algumas situações, o uso de analgésicos e antiinflamatórios.

Nestes casos, é muito importante que o paciente siga corretamente as orientações profissionais.

Nos casos de doenças sistêmicas, que exijam o uso contínuo do remédio de controle, confirme com os médicos como proceder com esses tratamentos.

5.  Acompanhamento com o dentista

O dentista deve acompanhar de perto a evolução de todos os quadros, examinar a existência de infecções e os resultados, no geral.

Por isso, especialmente nos pacientes que estejam em tratamento ou tenham passado por procedimentos recentes, as visitas de rotina são extremamente necessárias.

Assim, as pessoas que usam o aparelho dental invisivel, ou qualquer outro tipo de aparelho ortodôntico, devem fazer os retornos de ajuste nas datas certas. Essa colaboração pode definir a rapidez do tratamento e a efetividade dos reposicionamentos.

De qualquer forma, desde que todos os cuidados sejam tomados, as chances de sucesso são enormes trazendo mais saúde e bem-estar. Mas é sempre necessário lembrar que os cuidados bucais devem começar em casa.

Caso o paciente tenha alguma dúvida ou sinta algo diferente, é preciso procurar o seu dentista o quanto antes para identificação do problema e sua devida solução

No entanto, principalmente durante a pandemia, questionamentos relacionados ao interesse em algum procedimento odontológico ou o valor de um implante dentário, por exemplo, devem ser sanados apenas por telefone ou por meio de vídeo chamadas – preferencialmente.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Networkflow, especializada em materiais para network, empreendedorismo e dicas para a saúde e qualidade de vida.

123 Notícias

Outros artigos