Principais Tendências da Medicina no mundo

Se tem uma coisa que não dá para saber é o futuro da medicina e de todas as outras coisas em geral.

No entanto, em algo que podemos estar certos sobre é o foco na inovação e prevenção de saúde. Esses são os pontos principais de investimento no setor.

Isso porque é por meio da tecnologia da informação e comunicação (TICs) que diversos projetos podem avançar e passar por mudanças profundas.

Diversas dessas transformações já acontecem, mas o que se pode notar é que os avanços estão cada vez mais rápidos graças ao salto da medicina e sua parceria com a tecnologia e saúde.

O que esperar sobre a medicina futura?

O que esperar sobre a medicina futura

Em qualquer área que seja, não acompanhar a evolução da tecnologia, é pedir para ficar pra trás.

E esse é um risco muito grande quando se trata da área de saúde que depende cada vez mais de estudos para que possa evoluir.

Sendo assim, acaba sendo até uma questão normal se perguntar qual é o futuro da medicina e o que a espera mais pra frente.

Para que se possa ter noção, o uso de robôs dentro da área de farmácia vem aumentando desde a última década.

Os avanços que a tecnologia nos traz, nos permite enxergar uma realidade bem parecida com a dos filmes de ficção.

A diferença é que agora esse cenário não fica preso só na TV. Ele também faz parte de diversas unidades de saúde.

Os indícios mostram que cada vez mais as máquinas farão parte do processo de diagnóstico e tratamento de doenças.

Além disso, terão papel importante na armazenagem e cruzamento de informações do paciente.

Medicina do futuro

Falando de medicina mundial, podemos fazer duas observações. A primeira se refere a aposta de investimentos e aprimoramento das tecnologias.

Em especial, sobre o estudo de conhecimento das células. Com mais informações sobre este ponto, pode-se emitir diagnósticos precoces e mais precisos.

Já a segunda tendência é a medicina integrada, que junta conhecimento da medicina ocidental com a oriental em prol do paciente.

Hoje, grande parte dos países do ocidente investem mais no diagnóstico e no tratamento dos pacientes.

Enquanto isso, os orientais focam mais na prevenção de doenças. Em resumo, a abordagem será não só curar como também prevenir.

Os robôs entram nessa história para que possam ajudar os profissionais de saúde com suas ações operacionais e também na análise de dados.

Espera-se que isso ajude a evitar erros e a fazer com que as análises tenham mais qualidade. Assim, cabe as pessoas a ação de apenas aprimorar a tecnologia.

Com uma carga de trabalho menor, espera-se que a equipe médica se dedique a prestar um atendimento mais humanizado.

Assim, pode-se ter um atendimento mais personalizado e eficaz.

Avanços que revolucionaram a medicina

Há muitos outros meios através dos quais a tecnologia impactou a medicina.  Foi graças a esses avanços que hoje podemos ter terapias eficazes e bem-sucedidas.

Antigamente o risco de infecções e transmissões de doenças era altíssimo. Hoje em dia com a criação de vacinas, pode-se controlar inúmeros casos de doenças.

Isso porque usa-se em sua composição, agentes biológicos que ativam respostas imunológicas contra doenças que podem ser:

  • Virais;
  • Bacterianas.

Esses agentes estão enfraquecidos ou mortos. Uma vez dentro do organismo, as células de defesa agem deixando a pessoa imune contra aquela doença.

Outro advento que marcou a história da medicina foi a criação do raio-x para que se pudesse ver o interior do corpo sem que fosse preciso abri-lo.

A partir dessa invenção, várias outras puderam se desdobrar e acrescentar na área.

Os transplantes também possibilitaram um aumento na sobrevida e também na qualidade de vida das pessoas.

Relatos que o primeiro transplante feito em humanos aconteceu em 1933. Esse transplante foi de um rim para um paciente que foi envenenado por mercúrio.

Como o advento da época ainda não era muito elaborado, o paciente veio a falecer dois dias depois com uma parada cardíaca.

No entanto, as tentativas não pararam e pode-se observar que existiam algumas condições ideais de transplante para que o órgão não sofresse rejeição.

Tendência e inovação

Todos os aspectos que já existem continuarão contribuindo demais para a medicina. O que acontece é que eles serão aprimorados.

Assim, será possível gerar uma revolução nos meios de atendimento, prognóstico, tratamento e até mesmo na forma de pensar a saúde.

Isso porque a tendência para o futuro é fazer com que a medicina se torne algo mais preventivo.

Portanto, o uso de inteligência artificial será mais intensificado. O uso de softwares será mais espalhado, o o big data poderá ajudar nos cuidados do paciente.

Por exemplo, já é muito comum observar os aplicativos de saúde ajudarem os pacientes a se lembrarem de tomar seus remédios e fazerem outras ações.

A meta é fazer com que a tecnologia seja usada para diagnosticar doenças. Um exemplo disso é a criação do algoritmo capaz de identificar o câncer de pele.

Por meio da inteligência artificial e do machine learning, o algoritmo pode ser preciso ao apontar a existência de um tumor.

A ferramenta não substitui o diagnóstico médico por meio do olhar humano. No entanto, pode ajudar a indicar os casos suspeitos.

Assim, o trabalho futuro se torna muito mais fácil. Outra coisa que vem sendo muito usada também é a telemedicina.

Essa é uma forte tendência para a atualidade e para o futuro. Em especial porque a informação e comunicação podem oferecer uma segunda opinião e laudos à distância.

Além disso, esse é um sistema que entrega maior segurança de dados e mais acesso a quem precisa.

Conclusão

medicina

Por fim, pudemos ver então um pouco do que a tecnologia ofereceu a medicina ao longo dos anos e quais são as expectativas para o futuro.

Este é um setor que com certeza nunca vai parar de crescer, visto que os estudos só evoluem as técnicas.

Portanto, cada vez mais será comum encontrar tecnologia presente na medicina.

Conte aqui nos comentários o que achou deste conteúdo e compartilhe-o com mais pessoas.

123 Notícias

Outros artigos