Ultrassonografia ajuda a avaliar lesões de pele

Exames como raio X e ultrassom com certeza ajudaram demais para que vários diagnósticos pudessem ser detectados sem que fosse preciso fazer um processo mais invasivo.

A tecnologia foi tão além que ela pôde contribuir para que esses aparelhos fossem úteis para descobrir doenças de pele malignas ou benignas.

Muita gente ainda não sabe sobre essa possibilidade, mas ela tem ajudado bastante a diagnosticar e tratar várias doenças da pele.

Com certeza este é um assunto curioso e que gera várias dúvidas a respeito dele. Sendo assim, se você quer conhecer e saber um pouco melhor sobre o tema, confira este conteúdo.

Ultrassom ajuda no diagnóstico de doenças de pele?

diagnóstico de doenças de pele

Sendo o maior órgão do corpo, a pele é responsável por fazer a troca de calor e da água com o ambiente, e também por proteger o interior do corpo.

Mas como ela está sempre exposta à luz solar, ela tem maiores chances de gerar algum problema mais sério em caso de não dar a devida atenção para ela.

Através do ultrassom dermatológico de pele e subcutânea, se torna possível fazer a avaliação de doenças inflamatórias na pele e do melanoma, que é o tipo de câncer de pele mais grave que tem.

Além disso, o exame permite que se faça um estudo dos gânglios linfáticos com diagnóstico de aumento dessas estruturas.

Tomar os devidos cuidados para prevenir as doenças dermatológicas é sempre preciso para que se possa evitar prejuízos e uma má qualidade de vida.

Como funciona o exame?

Para que se possa fazer esse exame, é utilizado um aparelho de ultrassonografia que tem transdutores de alta resolução que permite ver a estrutura superficial da derme, epiderme e das unhas.

A partir daí, se torna possível fazer uma análise profunda de lesões que possam ter vindo a surgir, como também pode localizar onde estão os vasos sanguíneos e outras coisas.

Dessa maneira, pode-se obter uma informação complementar ao exame clínico e também ao diagnóstico.

Além do exame ser útil para confirmar patologias, a área de dermatologia cosmética também tem se utilizado bastante dele para analisar questões pertinentes à área.

Como o exame não é nenhum pouco invasivo, ele não oferece maiores riscos para o paciente que o faz. Além de claro, não possuir nenhuma contraindicação.

Quais são os problemas mais comuns que o exame identifica?

Problemas na pele

Existe uma série de coisas que podem ser identificadas durante um exame de ultrassom de pele. As principais, você pode ver abaixo.

1. Tumor na pele

Independentemente de ser maligna ou não, o exame consegue fazer uma avaliação completa sobre a doença. Sendo assim, ele pode informar dados como:

  • Tamanho;
  • Profundidade;
  • Vascularização;
  • Etc.

O exame ajuda a avaliar também as situações pré-operatórias, para que se possa fazer um plano de cirurgia ideal.

2. Lesões de epiderme e derme

Pode-se ver por meio do exame, uma análise mais completa da pele podendo localizar os abscessos presentes, as infecções e outros tipos de problema que podem surgir e incomodar a vida do paciente.

Além disso, ela serve para avaliar também as condições pré-operatórias de cada paciente. Outro ponto muito útil também é a respeito de identificar lesões embaixo da unha, chamado leito ungueal e a avaliação de psoríase.

3. Dermatologia estética

Como dissemos, a área de estética tem usado muito os aparelhos de raio-x e ultrassom para que se possa ver pontos pertinentes à área.

A ultrassom por exemplo, faz com que se possa ver a diferença de alguns preenchedores cutâneos. A técnica faz a aplicação sob a pele de produtos específicos.

Procedimentos assim só podem ser feitos com profissionais aptos, para que o paciente possa corrigir os pontos analisados e ter uma melhora em seu aspecto.

4. Avaliar lesões não dermatológicas

Não só quando há um problema ou a suspeita dele é que se faz importante fazer uma consulta com um dermatologista.

A avaliação da pele de cada pessoa é vital para que se possa ter os cuidados precisos em cada caso e aumentar a saúde do órgão.

Muitos problemas podem ser evitados com  uma ida ao dermato e com uma avaliação específica. Sendo assim, o profissional pode solicitar exames só para conferir a saúde da pele.

É possível tratar as doenças de pele identificadas no exame?

Tratar as doenças de pele

Um dos principais problemas de pele que causa preocupação nas pessoas é o câncer. A SDB (sociedade brasileira de dermatologia) divulgou que cerca de 33% dos casos de câncer são de pele.

O INCA chega a registrar a cada ano cerca de 180 mil novos casos de câncer. O câncer de pele não-melanoma são os que tem mais chances de aparecer e o risco de morte é menor.

Em cada pessoa ele pode se manifestar de modo distinto. O importante é que ao sinal de qualquer lesão diferente, o paciente procure um médico.

Isso porque os casos que são identificados logo no início conseguem ter uma chance maior de cura. Sendo assim, o ultrassom ajuda bastante a ter esse diagnóstico.

Quanto mais cedo o diagnóstico, mais rápido pode se iniciar o tratamento. Ele pode ser por meio de uma cirurgia ou então combinado com quimioterapia ou radioterapia.

Grande parte pode acabar sendo tratada com um procedimento simples. A prevenção de doenças de pele pode acontecer também por meio de:

  • Cuidados ao se expor ao sol;
  • Passar protetor solar;
  • Usar bonés ou chapéu;
  • Autoexame.

É preciso estar atenta com o aparecimento de pinta ou de texturas diferentes com cores fora do normal. É bom ficar atento também ao couro cabeludo pois podem existir sinais que não deveriam estar lá.

Leia Também: Como combater a ansiedade?

Conclusão

exame de ultrassom

Por fim, vimos então um pouco sobre o exame de ultrassom, como ele pode ser útil para descobrir problemas de pele e como ele pode ajudar a fazer um tratamento mais rápido.

A tecnologia tem proporcionado vários modos de cuidados e de precaução. Sendo assim, faça sua avaliação médica ao sinal de qualquer mudança no corpo.

Esperamos que este conteúdo tenha lhe ajudado. Deixe aqui seu comentário e partilhe-o com outras pessoas para que elas entendam melhor sobre como isso funciona.

123 Notícias

Outros artigos