Importância da Creatina para potencializar o seu treino

A creatina é uma substância produzida naturalmente no corpo e pode otimizar os resultados do treino se consumida da forma correta.

O corpo é responsável pela produção natural de diversos nutrientes, como a creatina. De origem nos rins e no fígado, ela auxilia na distribuição de energia para os tecidos musculares, essencial para o aumento da massa muscular. Para quem toma suplemento alimentar antes ou após o treino, a creatina é uma ótima opção para ser inserida na alimentação diária.

É muito comum o uso da creatina por atletas e profissionais esportivos, pois otimiza o desempenho e o crescimento dos músculos, além de atuar na regeneração muscular para quem treina várias vezes ao dia. A seguir, te apresentamos mais informações sobre esse nutriente e como ele pode compor a sua rotina de treino.

Como a creatina age no organismo

Importância da Creatina
Imagem: Pexels

Com cerca de 95% de sua quantidade total presente no cérebro e nos músculos, a creatina também integra o fígado e os rins, onde é produzida. Ela pode ser obtida, ainda, através de alimentos com altas quantidades de proteína (como carnes e alguns vegetais), além da prática de exercícios físicos.

A presença de creatina no corpo estimula a produção de moléculas ATP, responsáveis por gerar energia para as atividades exercidas pelo corpo. Por estar contida em maior quantidade nos músculos, a creatina fornece energia suficiente para a hipertrofia e regula a recuperação celular após o esforço físico.

Benefícios da creatina

Associada diretamente às proteínas do corpo, é de se imaginar que a creatina traga diversos benefícios quando ingerida da forma adequada via suplementos ou alimentação saudável, combinada também com atividade física regular.

Melhorias no desempenho físico

A principal razão para o consumo de creatina por atletas e praticantes de atividades físicas é sua função direta no crescimento muscular. Além de fortalecer os tecidos de forma natural, a creatina estimula o crescimento das células musculares, ou seja, tudo que alunos de academias e fisiculturistas procuram.

Ela pode ser combinada com outros suplementos, como o famoso whey, potencializando ainda mais a energia para gastar em treinos e estimular um maior crescimento dos músculos das áreas trabalhadas. A mistura é segura, mas deve ser feita apenas após consulta com um profissional da saúde.

Prevenção de problemas de saúde

Quando associada a hábitos alimentares equilibrados e prática de exercícios, a creatina estimula o crescimento de massa magra, auxiliando na prevenção de doenças como diabetes e problemas cardíacos ocasionados pelo excesso de gordura ingeridos e estagnados no organismo.

Para quem sofre de dores musculares, ela pode também ajudar a reforçar os tecidos e, associada com a prática de yoga ou musculação, mantém a elasticidade natural dos músculos, aliviando dores por enrijecimento ou outras questões cumulativas de saúde.

Confira também: Como começar a praticar surfe

Como tomar creatina do jeito certo

Assim como acontece com a vitamina C, a creatina é parte natural do organismo, mas deve ser indicada por profissionais de nutrição, garantindo o equilíbrio da sua saúde e evitando sobrecargas renais ou hepáticas pelo uso excessivo do suplemento.

Presente em fórmulas vendidas em lojas específicas para desempenho físico, a creatina pode ser incluída em vitaminas, sucos, massas, tapiocas, biscoitos e shakes. Depois de indicada a quantidade máxima que deve ser ingerida por dia, basta dividir o consumo de acordo com os horários de treino, estimulando o crescimento muscular antes da atividade ou ajudando na regeneração em períodos de descanso.

A creatina deve ser utilizada no período de 2 a 3 meses e, em seguida, diminuída ou interrompida pelo mesmo período. Seu uso é indicado para pessoas que realizam treinos intensos, especialmente para ganho de massa muscular em grande escala, sempre acompanhadas por profissionais de educação física e saúde.

123 Notícias

Outros artigos