Pular para o conteúdo
Início » Criptografia: o que é?

Criptografia: o que é?

Criptografia é uma palavra de origem grega formada pela união dos elementos kryptós, que significa “secreto” ou “oculto”, e graphia, que quer dizer “escrita”. Assim, significa literalmente “escrita secreta”.

Atualmente, é o método mais popular de garantir que os dados permaneçam confidenciais, íntegros, autênticos e não sejam extraviados.

Criptografia: o que é

O objetivo principal da criptografia é que a codificação seja difícil de alterar. Assim, são utilizados conceitos matemáticos, programas de informática e padrões de comportamento humano para criar um código de decifrar.

De origem egípcia, datada do ano 2000 a.C, a criptografia agora possui conceitos modernos em sua elaboração. Conheça alguns deles:

O que é criptografia

Os criptossistemas usam um conjunto de procedimentos conhecidos como algoritmos criptográficos, ou cifras, para criptografar e descriptografar mensagens para proteger as comunicações entre sistemas de computador, dispositivos como smartphones e aplicativos.

Um conjunto de cifras usa um algoritmo para criptografia, outro algoritmo para autenticação de mensagens e outro para troca de chaves.

Incorporado em protocolos e escrito em software que rodam em sistemas operacionais e sistemas de computadores em rede, esse processo envolve a geração de chaves públicas e privadas para criptografia/descriptografia de dados, assinatura digital e verificação para autenticação de mensagens e troca de chaves.

Com o crescente avanço tecnológico, métodos de segurança eficientes tornaram-se cada vez mais requisitados e a criptografia foi reconhecida como um deles. Vamos considerar como este método é utilizado na cibersegurança:

Para que é usada a criptografia

Uma pesquisa aponta que falhas de segurança são a principal causa de riscos para um negócio (Fórum Econômico Mundial – 2021). No Brasil, o custo de um ciberataque é, em média, de 1,35 milhão de dólares (IBM Security).

A criptografia, em termos genéricos, garante confiabilidade, integridade e disponibilidade dos dados armazenados e dados em uso. Também pode preservar remetentes e destinatários entre si e proteger contra repúdio.

Há funções da criptografia de caráter mais específico muito úteis para sistemas empresariais. O tráfego de informações nos sistemas de software geralmente tem vários terminais. Além disso, há vários clientes e um ou mais servidores de back-end. 

Assim, as comunicações cliente/servidor normalmente ocorrem em redes que não são confiáveis. Veja como a criptografia é utilizada para preservar a integridade dos dados:

  • A comunicação ocorre em redes públicas abertas, como a Internet ou redes privadas, que podem ser comprometidas por invasores externos ou internos mal-intencionados. Com a criptografia, pode-se proteger as comunicações que cruzam redes não confiáveis.
  • As proteções de confidencialidade e integridade oferecidas por protocolos criptográficos como SSL/TLS podem proteger as comunicações contra espionagem e adulteração maliciosa. 
  • As proteções de autenticidade fornecem garantia de que os usuários estão realmente se comunicando com os sistemas conforme pretendido. Por exemplo: você envia a senha do seu banco online para o seu banco ou para outra pessoa?
  • Os dados em um disco removível ou banco de dados podem ser criptografados para evitar a divulgação de dados confidenciais em caso de perda ou roubo.
  • Uma vez garantida a proteção de integridade de dados em repouso, eles podem ser utilizados para detectar adulteração maliciosa quando comparados com dados em sistemas operantes.

Existe mais de uma forma de utilizar a criptografia para proteger seus dados. Conheça três delas e como são utilizadas:

Como funciona a criptografia

Tanto o emissor quanto o receptor compartilham uma única chave. O remetente usa essa chave para criptografar o texto simples e enviar o texto cifrado para o destinatário. Por outro lado, o receptor aplica a mesma chave para descriptografar a mensagem e recuperar o texto simples.

Criptografia de chave assimétrica

Este é o conceito de criptografia mais revolucionário dos últimos séculos. Na criptografia de chave pública, são usadas duas chaves relacionadas (chave pública e privada). A chave pública pode ser distribuída gratuitamente, enquanto sua chave privada emparelhada permanece secreta. A chave pública é usada para criptografar e a chave privada é usada para descriptografar.

Funções hash

Nenhuma chave é usada neste algoritmo. Um valor de hash de comprimento fixo é calculado com base no texto simples, o que torna impossível recuperar o conteúdo do texto simples. Muitos sistemas operacionais também usam funções de hash para criptografar senhas.

Descubra também: 5 formas de comprar online com segurança

Por que a criptografia é importante?

A criptografia tornou-se um componente dinâmico e obrigatório dos negócios digitais. Principalmente por garantir a integridade das informações e prevenir que sejam acessadas por criminosos mal-intencionados. 

Por ser uma solução ágil, a criptografia é a chave para acompanhar os mais recentes requisitos, padrões e recomendações de conformidade com as normas de segurança que sustentam e protegem os negócios digitais.

Translate »