Ácido ferúlico, Antioxidante para Cuidar da Pele

Você já ouviu falar no ácido ferúlico, antioxidante para cuidar da pele? Essa substância ajuda a prevenir flacidez e linhas de expressão, além de ter ação fotoprotetora.

Cada vez mais fica clara a importância de cuidar da pele diariamente, tendo em vista os resultados a médio e longo prazo no rosto e no corpo. Limpeza, hidratação e proteção contra os raios ultravioletas (UV) são os principais cuidados para se ter uma pele saudável e muito mais bonita.

Mas, em meio a esse trio, existem algumas substâncias que se destacam por seus benefícios à derme. Um exemplo ainda não muito popular no Brasil, mas que é uma das apostas para o mercado de dermocosméticos nos próximos anos, é o chamado ácido ferúlico.

Neste artigo, falaremos um pouco mais sobre esse agente antioxidante que pode ser usado tanto sozinho como combinado a outras substâncias, oferecendo uma melhora significativa da textura, aparência e uniformização da pele.

O que é o ácido ferúlico?

Ácido ferúlico Antioxidante
Imagem: Pexels

Essa substância fenólica natural é caracterizada pela boa absorção e baixa toxicidade, pela presença de propriedades que ajudam a reparar os danos sofridos pela pele, além de sua ação antioxidante, que ajuda no combate aos radicais livres.

Os radicais livres são moléculas instáveis e com alto poder reativo, que causam diversos prejuízos, tais como o envelhecimento precoce, rugas e até mesmo câncer de pele. O ácido ferúlico, por sua vez, consegue neutralizar esses radicais, impedindo seus efeitos nocivos ao organismo, sobretudo à pele.

No Japão, por exemplo, a substância já é usada como filtro solar e em dermocosméticos que ajudam no combate aos efeitos nocivos da radiação ultravioleta. Isso porque, ao que tudo indica, ao ser exposto à radiação UV, o ácido tem sua ação antioxidante aumentada de forma significativa.

No entanto, dermatologistas brasileiros atestam que o uso deste ácido deve ser combinado com o filtro solar de, no mínimo, FPS (fator de proteção solar) de número 30.

O ácido ferúlico é encontrado na natureza em sementes e folhas de plantas, a exemplo de cereais como o farelo do arroz marrom, aveia e trigo. Também se faz presente no amendoim, alcachofra, café, abacaxi, laranja, maçã e tomate.

Benefícios do ácido ferúlico

Já deu para perceber que esse tipo de ácido tem alguns efeitos bastante atraentes para todos que desejam ter uma pele mais viçosa e bonita. A ação anti-envelhecimento é uma delas, junto à prevenção da flacidez e, consequente, melhoria da firmeza da pele.

Este ácido tem a capacidade de induzir o processo de clareamento da pele, tornando-a mais uniforme tanto na cor como na textura. As agressões solares também são  minimizadas graças a seu efeito anti-inflamatório. O ácido ferúlico também potencializa a ação de outros antioxidantes quando combinado a eles.

Nesse caso, os mais usados são as vitaminas C e E. A combinação dessas três substâncias fornece uma ação antioxidante muito mais potente do que quando cada uma delas é utilizada separadamente. Isso sem falar que sua associação inibe a oxidação precoce de cada um desses elementos.

Outro benefício desse ativo, segundo especialistas, é sua alta versatilidade, o que faz com que ele possa ser incorporado facilmente a inúmeras formulações; além de não ser necessária uma grande quantidade para que seus efeitos sejam sentidos.

Isso sem falar que, até agora, não existe nenhum tipo de contraindicação para o uso do ácido ferúlico (sequer para grávidas), até mesmo porque ele também está presente em vários alimentos que fazem parte da nossa dieta alimentar diária. A única exceção seria para quem é, de fato, alérgico ao ácido.

Tipos de uso do Antioxidante

O ácido ferúlico pode ser encontrado em diferentes tipos de produtos e tratamentos dermatológicos. Nos séruns, o ácido geralmente aparece como ingrediente principal, sendo usado antes da aplicação do protetor solar.

No caso de cremes, géis e loções, o ácido ferúlico costuma vir associado com outros princípios ativos, como as já mencionadas vitaminas C e E, tendo uma função estabilizadora.

Quanto a tratamentos como peeling químico, o ácido ajuda a prevenir contra o envelhecimento precoce e o surgimento de rugas. Sendo feita com um profissional especializado, a técnica consegue incentivar a produção de colágeno e a renovação celular, além de aumentar a proteção contra os raios solares.

123 Notícias

Outros artigos